Bolsa de Valores de Mocambique
ARCO 100,00
ARKO SEGUROS 1.625,00
CDM 45,00
CMH 4.000,00
EMOSE 15,00
HCB 2,60
PAYTECH 3,00
REVIMO ----
TROPIGALIA 115,00
TOUCH 150,00
ZERO 20,00
2BUSINESS 1,00
MWIH ---
RGS AGRO ---
BAYPORT 2019 Série II 19,0000%
BAYPORT 2020 Série I 16,0000%
BAYPORT 2020 Série II 24,3000%
BAYPORT 2021 Série I 22,1400%
BAYPORT 2021 Série II 23,2000%
BAYPORT 2021 Série III 23,2000%
BAYPORT 2021 Série IV 22,82%
VISABEIRA 2020 21,1000%
OT 2005 S2 10,9100%
OT 2017 S6 22,1250%
OT 2017 S7 22,1250%
OT 2019 S1 6.6250%
OT Fornecedores 2019 7,5625%
OT 2020 S6 10,0000%
OT 2020 S8 20,1875%
OT 2020 S10 19,6250%
OT 2020 S11 6,9375%
OT 2021 S1 20,0000%
OT 2021 S2 19,3750%
OT 2021 S3 19,5000%
OT 2021 S4 19,1250%
OT 2021 S5 17,5625%
OT 2021 S6 19,5625%
OT 2021 S7 18,8750%
OT 2021 S8 19,0000%
OT 2021 S10 14,5000%
OT 2021 S11 6,9375%
OT 2022 6,2500%
OT 2022 S1 19,9000%
OT 2022 S2 19,0000%
OT 2022 S3 20,0000%
OT 2022 S3 19,5500%
OT 2022 S4 18,9000%
OT 2022 S5 17,0000%
OT 2022 S6 17,0000%
OT 2022 S7 17,7500%
OT 2022 S8 17,6250%
OT 2022 S9 17,750%
OT 2022 S10 19,0000%
OT 2022 S11 17,5000%
OT 2023 S1 19,0000%
OT 2023 S2 19,0000%
OT 2023 S3 20,0000%
OT 2023 S4 19,0000%
OT 2023 S5 16,0000%
OT 2023 S6 17,0000%
OT 2023 S7 17,0000%
OT 2023 - S8 16,0000%
OT 2023 S9 18,0000%
OT 2024 S1 18,0000%
OT 2024 S2 19,5000%
OT 2024 S3 18,0000%
OT 2024 S4 17,0000%
OT 2024 S5 17,0000%
OT 2024 S6 16,5000%
OT 2024 S7 16,0000%
BNI 2022 S1 20,0000%
BNI 2021 S2 13,1000%
BNI 2021 S3 15,0000%
BAYPORT 2022 Série I 21,9900%
BAYPORT 2023 Série I 23,2500%
BAYPORT 2023 Série II 22,0000%
PC BIG-2023-2024 15,5000%
PC BAYPORT 2023 S1 21,0000%
PC BAYPORT 2023 S1 23,7500%
BAYPORT 2023 - Série III 21,5000%
PC BAYPORT 2023 S2 22,0000%
PC MYBUCKS 2023 S1 20,0000%
ZAYA ----
PC ACESS BANK 2023-2024 S2 15,0000%
TRASSUS ----
RGS AGRO ---
Letshego 2023 S1 22,500
Letshego 2023 SII 22,500
Letshego 2023 SIII 22,500
ACESS BANK  2023-2024 - S3 15,0000%
PC FIRST CAPITAL BANK 2024 S1 14,0000%

O Presidente da Bolsa de Valores de Moçambique (BVM)

, Salim Cripton Valá, foi um dos oradores da décima quinta edição do Economic Briefing, promovido pela Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA), realizada no dia 22 de Fevereiro do ano corrente, em Maputo. Valá afirmou, na sua alocução, que políticas monetárias restritivas continuaram a condicionar o crédito à economia, num contexto em que taxas de juro elevadas tornam o crédito caro para o sector empresarial, sublinhando que o mercado de capitais pode ser parte da solução para o problema.

 O Presidente da BVM, que se debruçou sobre “As Dinâmicas do Mercado Bolsista no IV Trimestre e Balanço Anual de 2023”, não deixou de destacar, pela positiva, o facto de, nos princípios deste ano, o Comité de Política Monetária do Banco de Moçambique ter baixado a taxa MIMO para 16.5%, “o que abre boas perspectivas para o país, em geral, e para o sector empresarial, em particular”.

 Valá disse ainda que se registou, no quarto trimestre de 2023, uma evolução dos principais indicadores bolsistas, onde se destacam o volume de negócios, a capitalização bolsista e o índice de liquidez, que registaram um crescimento assinável.

 No que se refere a empresas cotadas, o ano de 2023 ficou marcado pela admissão à cotação de quatro empresas – Weiyue, Zaya Group, Trassus e RGS Agro – além da situação paradigmática da empresa Rede Viária de Moçambique (REVIMO), que foi a primeira a transitar do Terceiro Mercado para o Mercado de Cotações Oficiais, conforme destacou o PCA da BVM.

 As empresas do sector financeiro continuam a ser as que mais recorrem ao financiamento por via do mercado bolsista, “talvez por serem as que melhor dominam o funcionamento” do mercado de capitais, mas outras empresas também podem mover-se nessa direcção.

 Valá disse acreditar que a incubadora de empresas lançada pela CTA pode contribuir para a expansão das empresas que se financiam através do mercado de capitais. Aliás, é por este e outros factores que a BVM prevê que o número de empresas cotadas na BVM suba para 30 até finais de 2028, ou seja, nos próximos quatro anos.  

 “Em síntese, o crescimento económico de Moçambique possui boas perspectivas, mas ainda está abaixo do seu potencial”, frisou Valá.

 Na ocasião, o presidente da CTA, Agostinho Vuma, revelou que a tendência do Índice de Robustez Empresarial (IRE) do quarto trimestre de 2023 foi de ligeira melhoria em 1 ponto percentual, tendo-se fixado em 30%, contra 29% do trimestre anterior. “Quanto ao ambiente macroeconómico, a CTA explica que “melhorou, consubstanciando-se na subida do respectivo índice macroeconómico, de 42% do terceiro trimestre de 2023 para 47% do quarto trimestre do mesmo ano. Esta melhoria reflecte a redução da taxa de inflação e o prosseguimento da estabilidade cambial”.

 De referir que a cerimónia de abertura do Economic Briefing, no qual foi apresentado o Índice de Robustez Empresarial Nacional, foi presidida pelo Secretário Permanente do Ministério da Economia e Finanças (MEF), Domingos Lambo, em representação do Ministro da Economia e Finanças, Ernesto Max Tonela.



Fotos do Evento