Bolsa de Valores de Mocambique
ARKO SEGUROS 1,000.00
HCB 3.50
CDM 84.75
CMH 2,780.00
CETA 120,00
EMOSE 9.00
ZERO 20,00
TOUCH 100.00
ARCO INVESTIMENTOS 100.00
OT 2005 S2 8.00%
Visabeira 2015 20.25%
STB 2015 Sub S1 20.25%
STB 2015 Sub S2 20.25%
STB 2015 Sub. S3 20.25%
BNI 2016 S1 13.50%
Bayport 2016 S1 25.00%
Bayport 2016 S2 25.00%
OT 2016 S3 15.25%
OT 2017 S2 13.625%
OT 2017 S3 13.9375%
OT 2017 S4 14.125%
OT 2017 S5 13.4375%
OT 2017 S6 16.00%
OT 2017 S7 16.00%
CM 2017 18.00%
Bayport 2017 S1 23.00%
OT 2018 S1 13.6878%
OT 2018 S2 13.75%
OT 2018 S3 13.625%
OT 2018 S4 13.3125%
OT 2018 S5 12.75%
OT 2018 S6 12.6875%
OT 2018 S7 12.625%
OT 2018 S8 13.75%
OT 2018 S9 13.75%
OT 2018 S10 13.625%
OT 2018 S11 13.625%
OT 2018 S12 13.4375%
OT 2019 S2 14.00%
OT 2019 S3 14.00%
Opportunity Bank 2018 S1 17.75%
Opportunity Bank 2018 S2 21.50%
BAYPORT 2018 S1 19.66%
BAYPORT 2018 S2 22.00%
P. Comercial Opportunity Bank 2018 S1 20.75%
OT 2019 S4 16.625%
BNI 2019 S1 15.50%
OT 2019 S7 14,00%
OT 2019 S8 10,00%
OT 2019 S5 14%.00

A 30 de Março de 2020, a BVM admitiu à cotação no Terceiro Mercado de Bolsa a sociedade REVIMO – Rede Viária de Moçambique, SA.

Pela totalidade do seu capital social de 660 milhões MT, representado por 66.000 acções ordinárias, nominativas e escriturais, tendo cada uma das acções o valor nominal de 10.000,00 MT.

A REVIMO tem a sua sede em Maputo, e a actividade principal da sociedade centra-se na construção, conservação e exploração, sob sistema de portagens, de estradas e de pontes e suas infra-estruturas conexas, construídas ou por construir. A sociedade pretende assumir-se como uma empresa moçambicana de excelência na concessão de estradas e líder de concessões rodoviárias do País, bem como ser uma referência de gestão de concessões no Pais e na África Austral.

A empresa detém os direitos de gestão e exploração comercial de cerca de 550 Km de concessão rodoviária das estradas Beira-Machipanda, Grande Circular de Maputo, ponte Maputo-Katembe e respectivas estradas de ligação, conferindo-lhe o potencial para ser líder do mercado de concessões rodoviárias em Moçambique.

Importa referir que a BVM lançou em Novembro do ano passado o Terceiro Mercado, que constitui um mercado bolsista alternativo ao Mercado de Cotações Oficiais (MCO) e ao Segundo Mercado (SME), para todas aquelas empresas que querendo entrar na Bolsa de Valores, não possuem no momento da sua admissão à cotação a totalidade dos requisitos exigidos para o MCO ou para o SME.

Neste novo mercado bolsista - o Terceiro Mercado – as empresas têm um período de 2 anos para prepararem a sua entrada no Mercado de Cotações Oficiais ou no Segundo Mercado, contando para o efeito com o apoio da BVM, do IGEPE (Instituto de Gestão de Participações do Estado), do IPEME (Instituto para a Promoção de Pequenas e Médias Empresas), da CTA (Confederação das Associações Económicas de Moçambique), da OCAM (Ordem dos Contabilistas e Auditores de Moçambique) e do ISCAM (Instituto Superior de Contabilidade e Auditoria de Moçambique).