Bolsa de Valores de Mocambique
ARCO 100.00
ARKO SEGUROS 752,00
CDM 60,00
CETA 120,00
CMH 3.000,00
EMOSE 17,00
HCB 2,30
REVIMO 12,750.00
TOUCH 100.00
ZERO 20,00
BAYPORT 2018 Série II 22.0000%
BAYPORT 2019 Série I 20.0000%
BAYPORT 2019 Série II 19.0000%
BAYPORT 2020 Série I 16.0000%
BAYPORT 2020 Série II 19,200%
BNI 2016 S1 14.0000%
BNI 2019 S1 16.0000%
CM 2017 19,0000%
OT 2005 S2 8.0000%
OT 2017 S6 16,9375%
OT 2017 S7 16.9375%
OT 2018 S5 14,8750%
OT 2018 S6 11,0625%
OT 2018 S7 14,7500%
OT 2018 S8 14,8750%
OT 2018 S9 14,8750%
OT 2018 S10 14.8750%
OT 2018 S11 14.9375%
OT 2018 S12 14,9375%
OT 2019 S2 13.2500%
OT 2019 S3 14.5625%
OT 2019 S4 14,7500%
OT 2019 S5 9,50%
OT 2019 S6 14,8750%
OT 2019 S7 15,3750%
OT 2019 S8 10,0000%
OT 2019 S9 12.0000%
OT Fornecedores 2019 2,6250%
OT 2020 S1 13.2500%
OT 2020 S2 14.5625%
OT 2020 S3 14,7500%
OT 2020 S4 14,875%
OT 2020 S5 14, 8750%
OT 2020 S6 10.0000%
OT 2020 S7 14,9375%
OT 2020 S8 14,9375%
OT 2020 S9 10.0000%
OT 2020 S10 10.0000%
OT 2020 S11 3,8125%
TYRE PARTNER 2020 20,0000%
OT 2021 S1 10.0000%
OT 2021 S2 13.0000%
OT 2021 S3 14,000%
OT 2021 S4 14,0000%
OT 2021 S5 14,2500%
2BUSINESS 1,00
OT 2021 S6 14,3500%
BAYPORT 2021 Série I 18,0000%

A 30 de Março de 2020, a BVM admitiu à cotação no Terceiro Mercado de Bolsa a sociedade REVIMO – Rede Viária de Moçambique, SA.

Pela totalidade do seu capital social de 660 milhões MT, representado por 66.000 acções ordinárias, nominativas e escriturais, tendo cada uma das acções o valor nominal de 10.000,00 MT.

A REVIMO tem a sua sede em Maputo, e a actividade principal da sociedade centra-se na construção, conservação e exploração, sob sistema de portagens, de estradas e de pontes e suas infra-estruturas conexas, construídas ou por construir. A sociedade pretende assumir-se como uma empresa moçambicana de excelência na concessão de estradas e líder de concessões rodoviárias do País, bem como ser uma referência de gestão de concessões no Pais e na África Austral.

A empresa detém os direitos de gestão e exploração comercial de cerca de 550 Km de concessão rodoviária das estradas Beira-Machipanda, Grande Circular de Maputo, ponte Maputo-Katembe e respectivas estradas de ligação, conferindo-lhe o potencial para ser líder do mercado de concessões rodoviárias em Moçambique.

Importa referir que a BVM lançou em Novembro do ano passado o Terceiro Mercado, que constitui um mercado bolsista alternativo ao Mercado de Cotações Oficiais (MCO) e ao Segundo Mercado (SME), para todas aquelas empresas que querendo entrar na Bolsa de Valores, não possuem no momento da sua admissão à cotação a totalidade dos requisitos exigidos para o MCO ou para o SME.

Neste novo mercado bolsista - o Terceiro Mercado – as empresas têm um período de 2 anos para prepararem a sua entrada no Mercado de Cotações Oficiais ou no Segundo Mercado, contando para o efeito com o apoio da BVM, do IGEPE (Instituto de Gestão de Participações do Estado), do IPEME (Instituto para a Promoção de Pequenas e Médias Empresas), da CTA (Confederação das Associações Económicas de Moçambique), da OCAM (Ordem dos Contabilistas e Auditores de Moçambique) e do ISCAM (Instituto Superior de Contabilidade e Auditoria de Moçambique).