Bolsa de Valores de Mocambique
CDM 201,00
CMH 800,00
CETA 120,00
EMOSE 20,00
ZERO 20,00
OT 2005 S2 8.00%
BCI 2009 Sub 16.5625%
Moza Banco 2013 Sub 14.50%
CPC 2014 S1 22.75%
CPC 2014 S2 22.25%
Visabeira 2015 23.50%
OT 2015 S4 10.125%
OT 2015 S5 10.50%
OT 2015 S6 10.50%
STB 2015 S1 22.50%
STB 2015 S2 22.50%
STB 2015 S3 22.50%
BNI 2016 S1 18.75%
Bayport 2016 S1 27.25%
Bayport 2016 S2 27.2500%
OT 2016 S1 11.00%
OT 2016 S2 12.75%
OT 2016 S3 19.1875%
OT 2017 S1 17.875%
OT 2017 S2 17.50%
OT 2017 S3 17.9375%
OT 2017 S4 27.50%
OT 2017 S5 27.50%
OT 2017 S6 24.00%
OT 2017 S7 24.00%
CM 2017 27.00%
Millennium BIM 2017 18.00%
Opportunity Bank 2017 S1 21.50%
OT 2018 S1 19.00%
OT 2018 S2 10.00%
OT 2018 S3 10.00%
OT 2018 S4 10.00%
OT 2018 S5 16.00%
OT 2018 S6 16.00%
Opportunity Bank 2018 S1 22.00%
Bayport 2017 S1 21.50%
OT 2018 S7 16.00%

O nº.1 do artigo 46 do Diploma nº. 10/99, de 24 de Fevereiro, conferiu ao Ministro de Plano e Finanças competência para autorizar mediante despacho e com carácter geral, o exercício da actividade de operador de bolsa de bolsa por bancos autorizados a operar em Moçambique.

Assim, mediante Despacho datado de 14 de Junho de 1999, o Ministro de Plano e Finanças autorizou os bancos com sede no território nacional a exercer a actividade de operador de bolsa.

Outrossim, e no cumprimento do estabelecido nos artigos 2 e 3 do artigo 99, do Código do Mercado de Valores Mobiliários aprovado pelo Decreto Lei nº. 4/2009, de 24 de Julho, a Bolsa de Valores de Moçambique emanou o Regulamento nº. 2/GPCABVM/2013, de 16 de Abril, no qual estabelece as regras de organização do registo dos operadores de bolsa e seus mandatários.


Operadores de bolsa

Operadores de bolsa são entidades legalmente autorizadas a exercer actividade de intermediação financeira na Bolsa de Valores de Moçambique.

A inscrição de operador de bolsa na BVM depende da apresentação de um requerimento dirigido ao Presidente do Conselho de Administração, instruído dos seguintes elementos:

  • A denominação social do operador de bolsa, indicação do seu capital social, da sua sede social, NUIT, e demais elementos de identificação;

  • A identificação dos membros dos órgãos sociais do operador de bolsa, e a identificação dos detentores de participações superiores a 10%;

  • Cópia de autenticada da autorização para o exercício da actividade de intermediação financeira; e

  • Cópia autenticada de documento comprovativo de haver sido prestada a caução do cargo.

Pela inscrição de operadores de bolsa é devida uma taxa não reembolsável, do montante de 100.000,00MT.

Diploma Ministerial nº. 10/99, de 24 de Fevereiro

Despacho Ministerial

Regulamento sobre a organização o Registo de Operadores de Bolsa e Mandatários